Programa M – Trabalhando com meninas e mulheres

Por que um manual para trabalhar com mulheres jovens? Este manual, parte de uma iniciativa chamada Programa M (M de mulheres), foi desenvolvido para ajudar educadoras a envolverem mulheres jovens e adolescentes em discussões sobre como ideias rígidas a respeito do que significa ser homem e mulher afetam as opções e escolhas de mulheres, em sua vida, saúde e sexualidade. Aqui, serão encontradas atividades que partem das necessidades e da experiência de mulheres jovens para promover reflexões críticas sobre iniquidades de gênero e direitos sexuais e
reprodutivos e para estimular sua autonomia em relacionamentos com familiares, no ambiente de trabalho e com seus parceiros íntimos. Embora muito já tenha sido feito para estimular o empoderamento feminino, grande parte dos trabalhos está centrada, principalmente, nas experiências de mulheres adultas, que não são adequadas à compreensão das mulheres jovens e adolescentes, suas decisões, interesses e condições para o bem-estar (Greene, 2004). É na juventude que iniciamos nossos primeiros relacionamentos que são significativos para experiências futuras. Este é o momento ideal para promover reflexões e mudanças que vão ao encontro de relacionamentos mais equitativos entre homens e mulheres.

A idade referida a “mulheres jovens e adolescentes” neste manual abrange entre os 15 e os 24 anos, o que corresponde à definição etária da “juventude” estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), enquanto o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) limita “adolescência” até os 18 anos de idade incompletos. Admitimos que essa faixa etária é muito ampla, e não recomendamos que se trabalhe com jovens de idades entre 15 e 24 anos necessariamente nos mesmos grupos. As atividades destinam-se a grupos de mulheres jovens e adolescentes, embora
também possam ser utilizadas com mulheres mais jovens ou mais velhas, ou mesmo grupos mistos, com algumas adaptações. As atividades de grupo incluindo homens e mulheres podem ser espaços valiosos para a prática do respeito e do entendimento entre ambos, embora reconheçamos que seja importante manter espaços exclusivos
para as mulheres.

Antes de iniciar o trabalho com as mulheres jovens, é importante que a facilitadora leia o manual por inteiro para entender como ele está organizado e o que ele contém. Como descrito mais detalhadamente a seguir, o manual é organizado em dez subseções, cada uma contendo atividades que duram de 45 minutos a 2 horas. Essas atividades podem ser desenvolvidas em diversos ambientes, incluindo escolas, clubes e organizações comunitárias, e são mais produtivas quando levadas a cabo com grupos reduzidos, com 10 a 20 participantes. É recomendável que a facilitadora, em primeiro lugar, trabalhe com o grupo para estabelecer e seguir regras básicas, visando a garantir a privacidade e o respeito a todos os participantes.