Notícias Promundo nº10

O Promundo lançou no final de maio – dias antes do início da Copa do Mundo no Brasil – uma campanha para a prevenção da exploração sexual contra crianças e adolescentes (ESCA). O objetivo do lançamento às vésperas da Copa tem a ver com o aumento da vulnerabilidade de crianças e adolescentes durante os mega-eventos. No entanto, a intenção do Promundo com a campanha é ir além da atuação durante a Copa, seu objetivo é sensibilizar a sociedade sobre padrões de masculinidades que acabam por legitimar alguns casos de ESCA no Brasil e no mundo. A diretora executiva da organização no Brasil, Tatiana Moura, fala sobre isso em seu artigo “Não é curtição, é exploração”.

Nesta edição, apresentamos também uma entrevista com o ex-jogador da Seleção Brasileira Jorginho, que é o padrinho da campanha “Não é curtição, é exploração sexual contra crianças e adolescentes”. O ex-jogador participa dos vídeos da campanha. Para assistir aos vídeos e conhecer mais sobre a campanha, clique aqui!

Em junho, o Promundo também lançou os resultados da pesquisa sobre gênero e conflito na República Democrática do Congo (RDC), durante a Conferência Global pelo Fim da Violência Sexual em Conflitos, em Londres. Os resultados da pesquisa revelam altos níveis de violência de gênero e os efeitos do conflito em casais e nas relações  familiares.  Gary Barker e Henny Slegh, abordam o tema no artigo “Being Honest About Sexual Violence in War, and Everywhere Else.” (em inglês)

Nos últimos meses o Promundo-Brasil e Promundo-EUA receberam dois prêmios. O primeiro foi agraciado com o “3º Prêmio Anual Avon de Comunicação: Falando sobre Violência Contra as Mulheres”, pela publicação do livro infantil Vento no Rosto, criado por um grupo de crianças que discutiram sobre prevenção de castigos físicos e humilhantes. O segundo prêmio foi o “Prêmio Womanity”, que vai financiar a um projeto piloto no Líbano voltado para engajar homens jovens exilados pela guerra na prevenção da violência contra as mulheres .

Apresentamos uma matéria sobre alguns resultados dos grupos “Living Peace” que tomaram lugar em 2013 no Burundi e na República Democrática do Congo. Este programa , apoiado pelo Fundo LOGiCA (Learning on Gender & Conflict in Africa), do Banco Mundial, tem como objetivo reduzir a violência nas comunidades de pós-conflito , ajudando os homens a lidar com os traumas da guerra.

No Brasil, a campanha “Sem Vergonha!” para a promoção dos direitos sexuais e reprodutivos de jovens, lançada em nove escolas no Rio de Janeiro em 2013, será ampliada em 2014 alcançando um número ainda maior de escolas.

Dia 11 de junho, o Promundo-Brasil comemorou 17 anos de trabalho pela equidade de gênero, estamos quase chegando na maioridade e estamos felizes por contribuir por um mundo mais justo para todos e todas.

Uma boa leitura!