MenCare

Pesquisa

A campanha global MenCare sobre paternidade e cuidado inspira-se nos resultados da International Men and Gender Equality Survey – IMAGES (Pesquisa Internacional sobre Homens e Equidade de Gênero), que identificou a presença de uma ligação entre as experiências de violência por parte dos homens durante a infância e sua prática na vida adulta. Por outro lado, a pesquisa também mostrou que homens que viram seus pais ou cuidadores compartilhando tarefas domésticas durante o mesmo período são mais propensos a adotar comportamentos semelhantes no futuro.

Campanha

A campanha tem difundido mensagens midiáticas sobre o impacto positivo do cuidado com igualdade de gênero e não-violento e das mudanças nas normas sociais e atitudes sobre paternidade através da elaboração e adaptação de filmes, vinhetas, pôsteres e programas de rádio adaptadas a contextos distintos. Atualmente, MenCare está presente em mais de 25 países, em cinco continentes e alcançou cerca de 250.000 pessoas, sendo coordenada globalmente pelo Promundo e pela Sonke Gender Justice.

Advocacy

MenCare e parceiros defendem junto a governos e empresas privadas a elaboração e melhoria de políticas que visam promover práticas equitativas e saudáveis de cuidado e de paternidade. Entre estas medidas encontram-se a licença de paternidade paga, políticas trabalhistas flexíveis, legislação que apoia a presença de homens nas consultas de pré-natal e no local do parto, políticas de assistência social e educação e proibições legislativas de castigos físicos.

 

MenCare é uma iniciativa de código aberto (open-source) e está estruturada para que seus parceiros e condutores possam usar um ou vários dos seus componentes, adaptando elementos de comunicação da campanha, ações prioritárias para influenciar políticas, instrumentos, programas e atividades.

No Brasil, a versão brasileira da campanha MenCare, Você é meu Pai, foi lançada em 2012, com uma exposição itinerante, composta por fotos e histórias de paternidades de artistas e homens comuns, que já esteve presente no Ministério da Saúde, em Brasília e em diversas unidades de saúde no Rio de Janeiro. Além da exposição, no mesmo ano foram lançados três vídeos da campanha Você é meu Pai, que contaram com depoimentos do ex-baterista dos Titãs, Charles Gavin e os atores Leandro Firmino e Leonardo Franco. Em 2014 a campanha ganhou novos materiais, cartazes e vídeo com participação de pais da Vila Joaniza, comunidade na zona norte do Rio de Janeiro.

Uma nova metodologia para envolver homens, sensibilizar profissionais e mobilizar comunidades foi lançada em 2012, o Programa P (P de pai, em português e padre, em espanhol). O manual P traz uma série de referências para estimular o envolvimento de pais desde a gravidez até a primeira infância de seus filhos. Resultados qualitativos da implementação do Programa P já indicaram mudanças positivas nas vidas de homens e suas famílias no Sri Lanka e na Nicarágua. O Programa P está a sendo adaptado ou em fase piloto na Índia, África do Sul, Ruanda, Indonésia, Brasil, entre outros países. As atividades do Programa P também têm sido adaptadas para combater o casamento infantil na Índia.

No ano de 2013 foi lançado o programa MenCare+ (+Pai, no Brasil), uma colaboração entre Promundo e Rutgers WPF. Implementado ao longo de três anos no Brasil, Indonésia, Ruanda e África do Sul, o programa visa trabalhar para engajar homens e mulheres enquanto parceiros na saúde materna e infantil e na saúde e direitos sexuais e reprodutivos.

Em 2015, a iniciativa MenCare lançou o primeiro relatório, State of the World’s Fathers (A situação da Paternidade no Mundo), que busca definir objetivos e diretrizes específicos e globais que os parceiros MenCare podem adaptar e usar nos seus próprios contextos.

Saiba mais sobre MenCare em www.men-care.org (site em Inglês)

Conheça ações de paternidade e cuidado do Promundo no Brasil em www.homencuidam.org.br

Programas Relacionados:

  • MenCare+: MenCare+ envolve os homens enquanto parceiros na saúde materna e infantil e na saúde e direitos sexuais e reprodutivos.
  • Programa P: O Programa P disponibiliza estratégias e atividades diferentes para envolver homens na paternidade e no cuidado, desde a gravidez até à primeira infância.
  • IMAGES: A pesquisa mede as atitudes e práticas de homens – com opiniões e relatos de mulheres – em uma grande variedade de questões relacionadas à equidade de gênero.